Tecnologia empresarial: 6 tendências que estão mudando os negócios

By Lorraine Barbosa

outubro 11, 2022
Tecnologia empresarial

A tecnologia empresarial tem transformado as organizações, aumentando o alcance, melhorando o relacionamento com os clientes e otimizando a produtividade dos funcionários.

Assim, o mundo corporativo está sempre se reinventando. Todos os dias, novas tecnologias são lançadas e implementadas pelas organizações.

Processos internos que antes demandavam muito tempo para serem concluídos, agora, podem ser realizados de forma rápida, eficiente e com menos recursos.

Isso se dá pelo fato de que as tendências tecnológicas disponíveis atualmente no mercado estão muito mais acessíveis para as empresas, independentemente do segmento ou do tempo de atuação.

Pensando nisso, vamos falar mais sobre a tecnologia empresarial e as principais tendências que estão impactando positivamente o mundo dos negócios.

Continue a leitura para saber mais.

A tecnologia empresarial e o crescimento da empresa

Ao longo dos últimos anos, a tecnologia tornou-se uma ferramenta essencial para as organizações.

As soluções de TI estão sendo utilizadas para automatizar processos, reduzir o tempo de conclusão de atividades, aprimorar a comunicação interna e muito mais.

Tanto no curto quanto no longo prazo, a tecnologia é vista como algo imprescindível para inovar processos e expandir as operações do negócio.

Além disso, a tecnologia empresarial também pode ser vista como uma forma de reduzir custos, já que um bom investimento nessa área, pode otimizar a forma como várias atividades são realizadas e trazer bons retornos financeiros.

Quais são as tendências que estão mudando os negócios?

Há várias tendências de tecnologia empresarial que podem trazer bons resultados para o seu negócio. Conheça as principais:

1. Cloud Computing

Cloud computing, ou computação em nuvem, é uma tecnologia que permite o acesso remoto a softwares e armazenamento de arquivos em ambientes integrados através da internet.

A computação em nuvem permite que as empresas utilizem os recursos compartilhados de computação e armazenamento, mas sem ter que criar uma infraestrutura por conta própria.

Desse modo, torna-se possível aumentar e diminuir a capacidade da máquina de forma simples.

A cloud computing permite o fácil acesso às informações. Ou seja, ao migrar para a nuvem, você pode acessar tudo a qualquer hora e de qualquer lugar.

2. Digital First

O digital First é um modelo de cultura que tem como objetivo priorizar o uso de serviços digitais.

Basicamente, a ideia dessa tecnologia empresarial, é colocar o meio digital como base de suas operações, dando prioridade às atividades realizadas no ambiente digital.

Essa estratégia de negócio é composta por três alicerces:

  • Transparência: a empresa precisa ter uma política de privacidade e segurança consistente. É necessário garantir a proteção de dados e desenvolver uma plataforma de vendas transparente, além de disponibilizar canais de comunicação abertos para atender os consumidores e funcionários.
  • Personalização: atender de modo personalizado significa identificar e compreender as necessidades do cliente.
  • Interação humana: a conexão humanizada é essencial para melhorar o relacionamento com os clientes. Sem isso, um ambiente digital first torna-se um lugar frio e nada atraente para os clientes, o que dificulta o engajamento e faz com que essa tecnologia empresarial não seja tão eficiente.

3. Big Data

O Big Data é o termo que descreve o grande conjunto de dados que precisam ser armazenados e processados.

Ele pode ser considerado tanto um recurso tecnológico como um meio de ganhar vantagem competitiva.

Mas antes de começar a usar os dados, é necessário entender como essa estrutura de informações deve fluir dentro de um negócio.

Afinal, há várias etapas a serem seguidas, como a criação de uma estratégia de big data, identificação de fontes de big data, análise de dados e as decisões que serão tomadas com base nas informações.

4. Business Intelligence

Business Intelligence (BI), ou inteligência de negócios, refere-se ao processo de coleta, armazenamento, tratamento, análise e aplicação de dados.

Tudo isso é necessário para tomar decisões de forma mais eficiente e assertiva.

O Business Intelligence, envolve uma grande quantidade de ferramentas, aplicativos e métodos, que ajudam as empresas a coletarem dados de fontes internas e externas.

Quando falamos em BI, na verdade, estamos nos referindo a ação, já que o termo está relacionado à análise de dados brutos e sua transformação em informações relevantes para a empresa. Ele não exige a captação em tempo real e não requer grandes volumes.

E essa é a principal diferença do Business Intelligence e do Big Data.

O Big Data é uma tecnologia empresarial que capta e processa um enorme volume de dados, em tempo real e de modo constante. Já o Business Intelligence coleta e organiza as informações, auxiliando os gestores a transformá-las em insights valiosos.

Ao unir as duas ferramentas, os resultados se tornam ainda melhores.

5. Automatização de processos

A automação de processos, como o nome já diz, é uma tecnologia empresarial que torna um processo manual, o mais independente possível da interação humana.

O objetivo, nesse caso, é diminuir o tempo gasto com tarefas manuais e repetitivas, além de reduzir erros e falhas.

Desse modo, torna-se possível aumentar a produtividade da equipe, já que os colaboradores, poderão focar em atividades mais estratégicas do negócio.

Essa tecnologia empresarial reduz o tempo de atividades operacionais, integra diversos setores dentro de uma organização e gera relatórios mais precisos sobre os índices de produtividade.

6. Cibersegurança

Cibersegurança é a prática que protege equipamentos, sistemas eletrônicos, redes e dados de ataques maliciosos na internet.

A ameaça virtual, infelizmente, continua a evoluir em ritmo acelerado.

Todos os riscos envolvidos precisam ser levados muito a sério, pois eles podem trazer graves prejuízos financeiros e abalar a credibilidade do negócio.

Por esse motivo, é necessário utilizar os conjuntos e técnicas disponíveis para proteger a sua empresa.

Para fazer isso, é necessário ter uma política de segurança interna, utilizar um bom antivírus corporativo (que oferece os recursos necessários para as empresas), investir em controles de acesso e começar a utilizar as assinaturas digitais.

Agora que você já conhece as principais tendências de tecnologia empresarial e sabe como cada uma delas pode ajudar o seu negócio.

Para mais informações, entre em contato com um dos consultores da Brinov.

0 comentários

Mais artigos

Data Fabric: dados prontos para as empresas

Data Fabric: dados prontos para as empresas

Os dados se tornaram ferramentas muito importantes na era da informação. Na prática, as empresas querem acessar dados para obter ideias e disponibilizá-los de forma rápida. Entretanto, muitos negócios não criaram uma estratégia realmente eficiente de gerenciamento de...

6 tendências de tecnologia no setor público

6 tendências de tecnologia no setor público

A transformação digital trouxe recursos que estão sendo implementados em todos os setores da sociedade, inclusive no setor público. Nos últimos anos, a inovação nesse setor aumentou consideravelmente e ganhou uma dimensão estratégica, modernizando a gestão pública....