8 maneiras de prevenir incidentes de TI na sua empresa

By Lorraine Barbosa

abril 4, 2022
Prevenir Incidentes

A prevenção de incidentes de TI é uma das tarefas mais importantes na rotina de profissionais que atuam na área de tecnologia.

Como o mercado está cada vez mais tecnológico, as empresas estão desenvolvendo estruturas complexas de TI. 

Porém, o aumento do uso desses sistemas também pode fazer com que alguns problemas surjam, como, por exemplo, o vazamento de dados.

Essas situações, além de comprometerem o andamento das atividades, trazem prejuízos financeiros.

Por isso, é essencial criar uma estratégia de prevenção de incidentes de TI.

Pensando nisso, montamos um artigo com as principais informações para a sua empresa reduzir a ocorrência desses problemas e garantir mais segurança. Confira!

O que é gerenciamento de incidentes de TI?

O gerenciamento de incidentes de TI é um conjunto de práticas que tem como objetivo, reduzir os riscos relacionados aos processos tecnológicos mais importantes da empresa.

Basicamente, todas as dificuldades que o usuário ou a empresa possam enfrentar por causa de uma falha de tecnologia, são consideradas incidentes de TI.

Um dos exemplos, como falamos, é o vazamento de dados. Contudo há outros problemas que podem surgir em decorrência de falhas, como erros de senhas e acesso, paralisação e erros na infraestrutura de TI.

O gerenciamento possibilita a identificação de problemas e o controle da ocorrência de incidentes.

Como fazer o gerenciamento de incidentes de TI?

Agora, vamos ver como fazer o gerenciamento de incidentes de TI. Confira os passos abaixo?

1. Monitoramento de TI

A monitoração de todos os recursos de TI é uma das práticas mais importantes para as organizações evitarem tais incidentes.

É que dessa forma, os departamentos de TI se tornam mais eficientes, sendo capazes de identificar falhas de modo ágil.

As ferramentas de monitoramento alertam caso ocorra algum problema na infraestrutura.

Aliás, com o uso dessas ferramentas, fica muito mais fácil captar dados dos sistemas ou dispositivos, para que assim, seja possível receber alertas quando uma falha for detectada.

2. Treine os usuários

Para a política de gestão ser eficiente, as equipes precisam estar engajadas no processo.

Portanto, treinar os profissionais é um dos passos que devem ser implementados pela empresa.

Afinal, é nesse processo que as equipes começam a entender o que deve ser feito para prevenir os erros.

Os assuntos ensinados podem ser:

  • Políticas de segurança
  • Práticas dos sistemas da empresa
  • Orientações para reduzir chamados

3. Estabeleça políticas de segurança

A política de segurança da informação é um conjunto de padrões e diretrizes que devem ser seguidos por todos que utilizam a infraestrutura de TI da empresa.

Seu objetivo é garantir a proteção dos dados corporativos contra possíveis ameaças que possam prejudicar sua operação.

Nos últimos anos, houve um aumento considerável da quantidade de informações sensíveis circulando.

Por esse motivo, a segurança da informação se tornou algo ainda mais importante para a empresa. Aliás, como você já sabe, o vazamento de dados é um dos principais incidentes de TI.

Para evitar que problemas assim aconteçam e tragam prejuízos para a organização, estabelecer políticas de segurança é um processo muito importante.

Os princípios básicos da segurança da informação são a confidencialidade, integridade, disponibilidade, autenticidade e irretratabilidade.

A política deve ser definida de acordo com as necessidades de cada organização. Alguns exemplos de práticas são:

  • Limitar o acesso dentro de sistemas
  • Decisão pela estrutura de nuvem pública/privada/híbrida
  • Promover a atualização de softwares

4. Crie um plano de recuperação de desastres

O termo plano de recuperação de desastres vem do inglês Disaster Recovery Plan (DRP).

Basicamente, é um documento formal criado por uma empresa que contém instruções sobre como responder a incidentes não planejados, como ataques virtuais e desastres naturais.

Desse modo, caso aconteça alguma falha, as operações são facilmente estabilizadas.

O plano de recuperação de desastres é muito importante, já que se ocorrer alguma paralisação dos serviços de TI, até mesmo as operações mais básicas da organização, como envio de e-mails, poderão ser afetadas.

5. Otimização de processos

Nessa fase, deve-se analisar tudo o que foi reportado pela empresa.

A análise permite a implementação de processos preventivos, ou seja, você estará desenvolvendo uma gestão proativa, em que não será mais necessário esperar um incidente ocorrer para tomar uma decisão.

Assim, quando os pontos críticos e os principais problemas forem identificados, toda a equipe pode começar a pensar na causa dos problemas e, claro, em possíveis soluções.

6. Avalie as tendências de mercado

A implementação de processos preventivos, como você já sabe, é uma das etapas para prevenir incidentes de TI.

Contudo, as rotinas de prevenção devem ser monitoradas e atualizadas sempre que necessário, pois infelizmente, novas ameaças continuam a surgir.

Portanto, é importante que gestores e profissionais de TI fiquem atentos aos principais problemas.

Além disso, é interessante que a equipe fique de olho nas principais tendências de ferramentas de correção de falhas. Assim, definir rotinas de prevenção se tornará algo muito mais simples.

7. Tenha uma boa solução de gestão de chamados

O mais indicado nesse caso é utilizar um sistema de help desk eficiente.

Também é importante lembrar que alguns chamados podem ser evitados se os usuários estiverem capacitados a executar determinados procedimentos, sem que seja necessário chamar a equipe de TI.

Sendo assim, registre os chamados para identificar quais categorias de incidentes acontecem com mais frequência.

Por fim, faça uma análise para entender a forma como programas de treinamento podem ajudar a evitar as ocorrências mais comuns.

8. Utilize a tecnologia para otimizar processos

O uso de ferramentas tecnológicas torna mais eficiente o processo de otimização de processos e identificação de falhas.

Ou seja, esses programas ajudam a identificar, analisar e apoiar a criação de um plano de prevenção para evitar incidentes de TI.

No mercado, já existem muitas empresas utilizando soluções tecnológicas para combater ameaças e falhas frequentes.

Você quer colocar todas essas dicas em prática e trazer o melhor da tecnologia para a sua empresa? Então entre em contato com a Brinov.

Nós podemos auxiliar o seu negócio a reduzir os incidentes de TI e a otimizar a performance dessa área!

0 comentários

Mais artigos

6 Dicas para diminuir o custo por lead (CPL)

6 Dicas para diminuir o custo por lead (CPL)

Saber o que é custo por lead (CPL) e como calcular esse métrica é essencial para avaliar o desempenho de suas estratégias e identificar aspectos que podem ser melhorados. Esse indicador tem tudo a ver com a saúde financeira da empresa. Afinal, quanto maior o gasto...